Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Solar dos Lobato - A realização de um sonho e o cumprimento da missão.

Poucos são os cidadãos que têm o privilégio de se considerar realizados, após a aposentadoria, por tempo de serviço. Alguns, inclusive, ao alcançarem este patamar, tornam-se injustos e egoístas, desprezando aqueles familiares ou amigos sinceros que contribuíram para que conseguisse atingir o seu objetivo.
Graças a Deus e também à educação de berço recebida de meus saudosos pais, tive a felicidade de constituir uma família maravilhosa, a qual, sem dúvida alguma, tem sido o alicerce e a razão do meu viver.  Minha mulher e os três queridos filhos fazem-me esquecer as tristezas de um passado obscuro, onde a injúria e a discórdia, aliadas à incompetência e à inveja de alguns familiares, destruíram uma irmandade, a qual era espelho para outras famílias, pois sobressaíam a união e o amor fraterno entre nós, os onze irmãos.
Sem guardar qualquer rancor ou mesmo mágoa, procuro viver o magnífico presente, junto também aos queridíssimos netos, com amor e paz de espírito.
Devo, contudo reconhecer, que minha grande mulher, com seu carinho, respeito, compreensão, dedicação, abnegação e renúncia, é a maior responsável por este magnânimo estágio de vida, alcançado nesses trinta e sete anos de consórcio matrimonial.
Evidentemente que não poderia omitir detalhes importantes, que compuseram o contexto do meu progresso, além de muito trabalho honesto. Na construção de minha primeira residência, ou seja, o “CHALÉ DA MONTANHA”, na Vila Kosmos, no período de 1963 a 1968, todos os meus irmãos, de uma forma ou de outra, contribuíram efetivamente com sua parcela de ajuda. Como gratidão por isso, jamais fechei a porta de minha casa, para qualquer que fosse o irmão. De vez em quando, apareciam por lá, desfrutando, com justiça, do ambiente que ajudaram a construir, e participando da alegria resultante do elo familiar que na época ainda existia. Com saudades, lembro-me de momentos marcantes vivenciados por mim e por todos os dez irmãos.
Na empresa onde iniciei e terminei o período de trinta e cinco anos de trabalho, obtive o respeito e a amizade de muitos companheiros, alguns amigos fiéis que, sem egoísmo e despeito, permitiram-me mostrar a competência e o conhecimento profissional, relevando as inúmeras falhas cometidas no dia a dia de serviço. Para estes, minha casa estará sempre de portas abertas.
Em 1995, já aposentado e com o fruto desse trabalho, pude realizar o meu sonho e o da família, adquirindo o atual imóvel em Miguel Pereira, onde pretendemos viver os últimos anos. Sempre pensando na família, resolvi homenageá-la, lembrando principalmente de irmãos já falecidos, denominando nossa atual residência de “SOLAR DOS LOBATO”, o que me deixa muito orgulhoso e recompensado, por preservar e honrar a minha  origem.
De acordo com os desígnios de Deus, colhe-se apenas o que se planta. Assim, resta-me acreditar ser abençoado por “ÊLE”, todo poderoso, estando convicto de que poderei dormir tranqüilo, acreditando estar cumprindo com dignidade, minha missão de filho, irmão, marido, pai, avô e amigo sincero.
Demarcy de Freitas Lobato (Em memória)
Enviado por Demarcy de Freitas Lobato (Em memória) em 30/07/2006
Reeditado em 11/01/2007
Código do texto: T205624
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Demarcy de Freitas Lobato (Em memória)
Miguel Pereira - Rio de Janeiro - Brasil, 75 anos
367 textos (105493 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 20:43)
Demarcy de Freitas Lobato (Em memória)