CapaCadastroTextosÁudiosAutoresMuralEscrivaninhaAjuda



Texto

PRIMEIRO DIA DE AULA:

Professora Divina de Jesus Scarpim

- Apresentação das “Regras do Jogo” – Momento de dizer quem sou, como trabalho, como serão minhas avaliações, reposições de atividades, entregas de trabalhos, etc.

- Música para tirar letra – Direi que vão ouvir uma música e vão copiar a letra dela no caderno. Direi que é uma letra bastante complexa, portanto, devem prestar muita atenção. A música será “Prelúdio” do Raul Seixas. A letra é:

Prelúdio.

Sonho que se sonha só
É só um sonho que se sonha só
Mas sonho que se sonha junto é realidade

Sonho que se sonha só
É só um sonho que se sonha só
Mas sonho que se sonha junto é realidade

Sonho que se sonha só
É só um sonho que se sonha só
Mas sonho que se sonha junto é realidade

Ou simplesmente: “Sonho que se sonha só é só um sonho que se sonha só mas sonho que se sonha junto é realidade”.

Agora falarei da complexidade da letra, que eles certamente confundiram com tamanho, o que os deixou levemente preocupados quando dei o aviso. Mostrarei como a frase pode ter mais de um significado e como cada um deles se torna mais complexo e faz pensar mais profundamente. Para isso darei as possibilidades de pontuação:

1 - “Sonho que se sonha só é só um sonho que se sonha só, mas sonho que se sonha junto é realidade”. A mais simples e que pode ser parafraseada com algo do tipo: Quando desejo algo sozinha pode ser apenas sonho, mentira, algo que está fora da realidade, mas quando todos desejam uma mesma coisa, então esse sonho é real, ou pode vir a ser.

2 - “Sonho que se sonha só é só um sonho que se sonha. Só. Mas sonho que se sonha junto é realidade”. Posso parafrasear mais ou menos da mesma forma da primeira versão caso considere o segundo “se” como pronome indefinido, mas o sentido pode mudar totalmente se eu pensar o segundo “se” como pronome reflexivo, nesse caso uma paráfrase razoável seria: O sonho que sonhamos sozinhos é apenas um sonho (nós) que sonha a si mesmo, ou seja, nos somos um sonho que sonha a si mesmo, então podemos não ser reais, podemos até mesmo não existir de verdade, pelo menos não da forma como imaginamos. Mas se todos sonham conosco e sonham a nós e à mesma realidade com que sonhamos, então nós mesmos e todas as coisas que vemos e sentimos passam a ter maior chance de serem realidade, ou seja, eu dependo dos outros até mesmo para existir!

Agora eles perceberam o quanto a letra é complexa, e então vou dizer a eles que muitos, a grande maioria, se não todos os textos que lemos, ouvimos e dizemos, tem o mesmo grau de complexidade e de riqueza, principalmente quando estamos falando de textos artísticos, daí que ler e entender superficialmente um texto é muito pouco, e no entanto muitas pessoas não conseguem fazer nem mesmo isso. É por essa razão que tanta gente não gosta de ler: Não gosta porque não sabe.

Nesse momento eu digo a que vim: Estou aqui para ensiná-los a ler e a escrever, entendendo a complexidade do que estão lendo e do que estão escrevendo.

Então peço que escrevam para mim seus nomes, a data de seus aniversários e uma frase que me diga quem são, distribuo pequenos pedaços de papel para que o façam, recolho os trabalhos e encerrou-se a aula.

A atividade pedida é uma primeira nota e será para mim um instrumento de diagnóstico para todo o trabalho das aulas seguintes. Quero as datas de aniversário porque no aniversário de cada um deles entregarei um papelzinho informando algo de importante sobre aquele dia e eles contarão isso para os colegas.
Divina de Jesus Scarpim
Enviado por Divina de Jesus Scarpim em 04/02/2010
Código do texto: T2068987
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Comentários

Sobre a autora
Divina de Jesus Scarpim
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 55 anos
442 textos (73406 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 01/09/14 22:51)