Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Cabeça do Cachorro





Tenho  uma mistura de várias crenças  religiosas que vieram sobrepor-se
à minha básica , católica ,  somando   fé.
E sempre tento crer.
Quando era mais jovem  vivia a mudar-me de cidade por causa da profissão do marido
e morria de medo  de sermos  levados a lugares distantes de minhas origens,
como  para o extremo Norte. Ouvia  estórias estranhas de  todos os jeitos sobre
cidades  fronteiriças em Estados longínquos,
de cobras, bichos, alimentação, habitação,saúde,  enfim,
culturalmente  falando , não me atraia nada.
Ou melhor, algumas me apavoravam.
Os amigos  sabiam disso  e uma  vez ou outra  encontrava um que dizia:
 - 'Saiu a transferência de vocês. Vão pra cabeça do cachorro!'  E riam.
Eu tremia nas bases...Era sempre  brincadeira, ainda bem.

Para quem não sabe,
chamam de  'a  cabeça do cachorro',o estado de   Roraima,por causa de seu formato.
 Lá tem uma  unidade  profissional bem na  divisa com a Venezuela.
Parece chamar-se Cucuí.Se não se chamar, é  !
Floresta  fechada ; para  lá  chegar ,  somente de barco.
É o que ouvia.
Sem estradas de rodagem e sem  pista  para  pouso  de aviões pequenos.
E a  cabeça do cachorro me  perseguia nos sonhos.
Tinha mesmo uma relação doentia com ela.
 Então comecei a rezar. Não era novena, dezena, nada  disso.
Uma ' Oração Poderosa à  N S Aparecida 'caiu-me às mãos e
 eu a lia e pedia   todas   as noites:  "A  cabeça do cachorro não!"
Foi  tanto que depois já não precisava  lê-la pois decorei-a e  até hoje a sei.
Não é preciso dizer que nunca fomos transferidos para  Cucui.*..(valha-me  Deus)
para o meu deleite e os mais  sinceros agradecimentos à N S Aparecida.
 
No entanto, ficou  uma  dúvida .
Talvez  tivesse sido  bom agregar
às minhas experiências,  o lado tosco do país ,a coca cultivada , o tráfico de drogas ali passando
silenciosamente pela  floresta(?) ,embaixo dos narizes dos que  se acham  autoridades. (?)
Ver os índios e seus costumes  bem de perto,fazer alguma amizade ,dar alguma ajuda.Aprender.
Conhecer novos animais e tentar  uma aproximação legal.Sempre me dei bem com eles.
Pegar uma malária  ou  leichemaniose , como acontecia muito  porque  ninguém é de ferro...
E sair fortalecida de uma situação  que  amedrontava.Faltou maturidade.

Aprendi bastante  , principalmente , a  fazer orações  somente.
 E ponto final.  Meditar e rezar   apenas para a  purificação da alma.
 Abominar  preces pidonhas, pois  uma situação que vemos para o mal,
 pode ser redentora e só nos fazer o bem.
Ainda preciso ir a cabeça do cachorro qualquer dia.
Tirar a limpo  essa  história , na qual   N S Aparecida participou
quase  sem querer, tenho certeza.
Embora lá ´possa estar mais evoluído agora ...não sei.
 Mas algum  vazio eu sinto cá  dentro do peito .
É a cabeça do cachorro que não se processou  porque  o  coração temeu.
 

   
 

 
 
Brasil ... Amo isso tudo de paixão.
 15-04-06

luferretti
Enviado por luferretti em 09/08/2006
Código do texto: T212828
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
luferretti
Limeira - São Paulo - Brasil
367 textos (13119 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 05:16)
luferretti