Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

POR UMA MENINA VIVA...

      Os "play-boys" (era como se chamavam os rapazes da alta sociedade,principalmente,da zona sul),eram os "mauricinhos" de hoje.Dois desses rapazes,jogaram uma dama incauta pela janela,do décimo segundo andar de um apartamento,trajando o uniforme de um Colégio famoso do Rio de Janeiro.

     Os jornais falaram sobre o assunto por mais de um ano.O pai da moça era homem muito conhecido na imprensa brasileira.

    Agora,há uns quarenta anos depois,uma "patricinha",como são hoje chamadas as jovens que pertencem à classe A,do Rio de Janeiro,principalmente da zona sul;fugiu para uma favela carioca,a fim de viver com o namorado,um traficante de drogas.

   Porque lá,ela se sentia segura,importante,uma "primeira dama". Enquanto em sua casa,tinha tudo,materialmente,falando,menos amor,atenção e compreensão da família.

  A mãe chamou a polícia,que a trouxe de volta,mas a moça tornou a fugir para a mesma favela,para se unir novamente ao namorado.

  Na época da morte da jovem, que foi jogada pela janela(os rapazes disseram que ela havia se "desiquilibrado" e caído),a imprensa fez longo comentário,diàriamente, nos jornais,pedindo justiça,por uma menina morta. Agora a família dessa última, pede ajuda para uma menina viva!
Maristela
Enviado por Maristela em 05/10/2006
Reeditado em 18/04/2013
Código do texto: T256640
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maristela
Cambuci - Rio de Janeiro - Brasil
1240 textos (217392 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 12:42)
Maristela