CapaCadastroTextosÁudiosAutoresMuralEscrivaninhaAjuda



Texto

Equilibração/ Equilíbrio e Desequilíbrio

Equilibração ou Equilíbrio e Desequilíbrio

                        É a partir, dentre diversos outros métodos, de meios observacionais teóricos e práticos que psicanalistas e psicólogos fundam, formatam e constatam suas pesquisas.
                       Ao observar crianças com até três anos de idade, em pleno período de desenvolvimento da linguagem – ou aquisição –, Piaget nos coloca frente ao conceito de equilibração, que consiste no armazenamento de informações que são internalizadas na mente dos pequenos. Tal armazenamento é configurado entre ‘o que as crianças encontram em seus ambientes e as estruturas e os processos cognitivos que levam a esse encontro’. Exemplo: quando uma criança internaliza que o cachorro é o “au-au”, ela tende a internalizar, também, que todos os animais quadrúpedes que se pareçam com o cachorro sejam “au-au”. Enquanto esta acha que qualquer animal semelhante seja “au-au”, está em situação de equilibração, um conforto consigo mesmo.
                      Em algumas situações, o modo de pensamento e as estruturas mentais (esquemas) da criança são adequados para enfrentar e adaptar-se aos desafios do ambiente. Está, então, em estado de equilíbrio.
                     Porém, caso, num zoológico, a mãe da criança lhe dê a informação de que alguns outros animais não sejam cachorros – au-au –, mas que os mesmos têm outro nome, a criança é brindada com uma informação que não se adapta aos seus esquemas existentes: surge, então, o desequilíbrio cognitivo. “Isto é, ocorre um desequilíbrio quando os esquemas existentes na criança são inadequados para os novos desafios que a mesma enfrenta" (STENBERG, 2000, 74). O desafio do infante, agora, será assimilar uma nova informação em seus esquemas existentes.
                    A função da equilibração, então, (que é essa permanência em assimilações pessoais por parte da criança), é fazer com que ela esteja em constante processo de restauração informacional. Permite-nos entender, nos ciclos de equilíbrio e desequilíbrio, que aquilo que pensamos que seja nem sempre o é. Mas que pode, um dia, ser o referencial do que possamos aproveitar.

   
Wilder F Santana
Enviado por Wilder F Santana em 24/09/2011
Código do texto: T3237960

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Wilder F Santana
João Pessoa - Paraíba - Brasil, 21 anos
384 textos (19524 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/04/14 01:33)