Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AVIDA NO BRASIL, HOJE -

A  VIDA  NO  BRASIL , HOJE  (ANO 2007-AGOSTO)
Nos dias atuais em que vivemos, sentimo-nos uma geração marcada pelos piores acontecimentos, em todos os lugares do mundo. Tanto  os acontecimentos naturais, que têm trazido tanta morte e tanta tristeza, em quase todos os países, como os provocados pelos seres humanos que habitam esta terra.  Os povos que nos antecederam, sofreram, também mas . . . hoje em dia é, verdadeiramente ignominioso, um sacrifício para a camada social que está vivendo abaixo do nível da pobreza. Enquanto uma minoria privilegiada se “refastela” com tudo o que tem, conseguido pelos modos mais escusos e inescrupulosos, a maioria, caminha na vida com muita dificuldade, sem ter até o que comer. Não consegue, com o mínimo que ganha no trabalho, uma manutenção pelo menos digna  para si e para os seus filhos. Moram em lugares carentes de tudo o que seria necessário , num bairro construído sem planejamentos e sem recursos completamente previsíveis , como escolas, centros de saúde e tudo o mais para uma vida digna, que é o mínimo a que têm direitos, conforme a nossa Constituição. A Lei, ora a Lei ! Certamente pensam os nossos representantes constitucionais, deputados e senadores. E, o que acontece, na realidade é  que o povo  pobre, mora em lugares carentes de tudo o que seria necessário, usando e bebendo água de córregos infectados ; vivendo em lugares que invadem, devido às circunstâncias, e, por isso se condenam a uma vida bem próxima a dos animais por ali existentes. Tudo ali, cresce a esmo, sem o mínimo estudo para uma população que aumenta dia e noite. A auto estima desse povo está totalmente alheia à suas existências. Sem falar no imóvel improvisado e totalmente vulnerável  às intempéries. Quanto à saúde, não existindo outro recurso, são direcionados para o SUS, Serviço “Único” de Saúde, que via de regra não os atende como seres humanos, também filhos do mesmo Deus. Ficam nas filas horas e horas e, quando chega a vez lhes dizem : “Voltem amanhã”. E, se derem a bronca, ali estão os seguranças para colocá-los para fora e para longe. Esta é uma história corriqueira em nosso país.

Para os bem abastados, tudo existe para satisfazer-lhes as necessidades, que também as têm como seres humanos que são. A raiz do problema, no Brasil, está nos irresponsáveis homens públicos, que em todas as eleições prometem “o mundo e o fundo” e, a maioria, sempre necessitada, sempre ludibriada, continua a votar nesses mentirosos, sem ombridade moral e, sem capacidade, mas, com muita vontade de enriquecer à custa do povo. E, atualmente, atravessamos momentos muito críticos, onde a polícia federal, com suas missões com os mais diversos títulos, vasculha a vida de uma grande maioria dos deputados, senadores, vereadores, juizes, delegados, policiais , tantos outros e, absurdamente vêm constatando o envolvimento deles em negociatas de alto vulto que, mesmo sendo apurados e descobertos graves indícios, tudo fica na impunidade. Ninguém fica preso. Mil advogados já estão lá com  as defesas em uma das mãos, e “habeas  corpus”’ na outra. na hora em que chegam às delegacias. E, quando um pobre é preso e, até que prove que é inocente, fica preso seis meses, um ano, mesmo não sendo o  culpado. E, tenho lido nos jornais e assistido na TV, casos de presos perigosos que são soltos no dia das mães, dia dos pais e outras oportunidades e, eles saem hoje e... amanhã são presos roubando e matando, novamente.. ( azar da vítima, que não pode achar ruím, morto não fala. Não dá para entender, porque os senhores deputados e senadores não se interessam em deixar a nossa lei penal ser mais rígida, mais dura, mais de acordo com os infratores. Porque hein???

Vivemos no tempo de dois pesos e duas medidas. Principalmente uma Justiça bastante cega e, sem “balança”, para julgar os políticos , pesando cada caso e, fazendo prevalecer a Justiça. Eles só servem para legislar em causa própria. Enquanto o salário mínimo é um absurdo; enquanto o salário do aposentado, que tiveram o salário enxugado, embora tivessem pago sobre dez salários, hoje recebem apenas três; isso tudo de acordo com as leis desses homens incapazes que, para eles só votam aumentos de até cento e trinta por cento, onerando de forma clara o orçamento do país, muito mais do que uma grande empresa com mais de mil empregados. . Até quando o nosso Brasil vai agüentar tanto desmando? O que está acontecendo? E a honra, onde fica? De que são feitos tais homens, não nasceram, cresceram e viveram como as pessoas normais?
O que trazem dentro do peito, um coração mecânico, insensível e maldoso ?  E, na cabeça, o que têm ? Uma massa diferente dos pobres, dos trabalhadores, por isso não se identificam com eles? O atual comportamento dos políticos está nos causando muita indignação. O momento vivido é o da mentira deslavada, da falta de vergonha, da expulsão da verdade dos seus dicionários e das suas vidas. O corporativismo entre eles salta aos olhos do mais simples dos homens. Agem como quadrilhas organizadas. Por isso o nosso código penal está tão defasado há tanto tempo; para facilitar-lhes a defesa, pelos advogados de porta de cadeia e, de juízes cegos como a estátua da justiça ,que a representa  com a venda nos olhos, não conseguem enxergar os absurdos praticados  pelos políticos. DESCULPEM-ME OS POLÍCOS HONESTOS, MUITO POUCOS,  POIS SÃO AS EXCEÇÕES   -  BENE - .  23/08/2007
Bene
Enviado por Bene em 23/08/2007
Código do texto: T619961

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Bene
Curitiba - Paraná - Brasil, 86 anos
481 textos (272101 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 05:31)