Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Palavras Perdidas

Sinto um anjo mau se aproximar de mim numa noite triste, sinto medo, quero fugir, mas estou preso ao meu corpo; morto...
Vivo a partir da morte que respiro, e continua a doer... estar perdido em sua própria mente, sua própria vida, em você mesmo...
A noite me traz medo, e eu amo a dor, amo o vazio que a noite traz a minha mente, quando sonhos são apenas um medo infantil que você não consegue esconder. Eu rio face à face com a morte.
Às vezes é bom sonhar, às vezes é bom chorar, às vezes tudo não passa de um sonho...
Lágrimas rolam em meu rosto; preciso me encontrar, pra fugir de mim mesmo... procurando um fim pra tudo isso. Num dia chuvoso, adoecer, na véspera do meu aniversário, morrer.
O doce gosto do meu sangue... não sinto mais... meu peito dói... estou só...
Abandono a dor e o silêncio, indo em busca de paz e escuridão... sinto o vento soprar. Sinto a morte em minha alma. Sinto felicidade em morrer. Ficaria feliz de ter morrido ao nascer...
Elton Veloso da Silva
Enviado por Elton Veloso da Silva em 23/08/2007
Reeditado em 05/05/2012
Código do texto: T620710
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Elton Veloso da Silva
Pedreira - São Paulo - Brasil, 30 anos
110 textos (7075 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 12:55)
Elton Veloso da Silva