Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

"Punknificação"

Viagem entediante, corpo fadigado. Sobraram os olhos. Os olhos que nunca cansam. Nunca cansarão. E, me baseando nisso, resolvi ler a Folha de São Paulo – que se encontrava disponível gratuitamente para os passageiros daquele vôo. Dita a reportagem de capa: “Jovem é espancado em novo ataque de punks”. Agora um bando de fascistas escondidos em baixo de roupas pretas e cabelos despenteados são punks? Agora um movimento punk representa um bando de delinqüentes revoltados?

Partimos então para a história. O movimento punk, pra quem não sabe – e com certeza essa gente não sabe -, é um movimento com princípios anarquistas, um movimento apolítico, que visa à luta por uma sociedade livre de ordens e divisões hierárquicas. Não defendo o anarquismo, não mesmo. Acho que um país sem leis equivale a um carro sem motorista. Mas defendo sim o movimento punk. Não os seus princípios, e sim a liberdade de expressão que conquistamos ao longo da história.

Saibamos diferenciar as coisas meus amigos. Um bando de adolescentes revoltados que espancam e matam pessoas sem motivo algum não pode ser considerado um movimento punk. A palavra que melhor caracteriza esse bando seria “gangue”, mas essa palavra é muito mal usada pelo povo brasileiro, então tomo a liberdade de chamá-los de bandidos. Punk é cidadão, lugar de cidadão é na sociedade. Lugar de bandido é na cadeia.
Daniel Pereira
Enviado por Daniel Pereira em 26/11/2007
Código do texto: T753442

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Daniel Pereira
Florianópolis - Santa Catarina - Brasil, 27 anos
5 textos (263 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/17 07:34)
Daniel Pereira