Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Nossos 10.020 dias

É o tempo que nos mantém juntos,fora um ano e dez meses de namoro.
Como é bom poder relembrar fatos.
Claramente cravados em minha memória, tão nítidos que olho por sobre os ombros e me vejo ainda ontem.
Menina, cheia de sonhos, esperançosa de que o príncipe encantado viesse ao seu encontro.E veio...
Talvez não da forma como ela sonhasse,mas da forma como a vida une pessoas.
É impossível não contar todos esses anos sem relembrar, o primeiro baile, a primeiro convite pra sair, o pedido de namoro, o primeiro beijo, a primeira briga, depois a volta, a segunda briga e então a certeza de que nunca iriamos nos separar.
O noivado breve,o casamento,os planos para uma vida a dois.
A casa modesta, com poucos móveis,mas o amor intenso a cercar cada lugar.
A chegada dos filhos,a dedicação, o companheirismo que sempre fez com que eu o admirasse.
Acordar tarde aos domingos, aguentar meus dengos e manias e mesmo assim continuar e me amar.
Filhos crescendo, amor aumentando.
Nossos passeios para Ubatuba(nossa segunda lua-de-mel),seu carinho.
Nossos conflitos por alguns modos de pensar diferente, sua teimosia, minha paciência.
Nossas mudanças de idade e a frase que jamais esqueceremos:
"Eu sou forte, eu aguento"...Rimos muito desse período, onde eu me sentindo menina queria estar sempre no mar e você por já não se sentir menino, querer estar fora dele.
Nossa meia idade.Tua dedicação.Teu amor ainda que muitas vezes achando nele falhas,mas, não sou perfeita e sei que falhei também em alguns momentos com você.
Nossos filhos se casando, a chegada de nosso neto.
Nossos novos planos...
Haveria tanto para dizer, afinal, daqui há alguns dias completaremos bodas de Hematita.
Prefiro terminar do jeito que começamos.Os versos (únicos) que você me deu de presente , escritos no cnvite de casamento:
"um dia vi você plantando um jardim.
Olhei para você, você olhou para mim.
foi então que teve início, um grande amor sem fim,
Seremos dois pombinhos sempre juntos até o fim".

Só me resta agradecer pelo homem que me tornou mulher , e ainda hoje faz com que meu coração pulse mais forte, cada vez que me olha e em ama.
Célia F
Enviado por Célia F em 14/12/2005
Código do texto: T85919
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Célia F
Diadema - São Paulo - Brasil, 57 anos
130 textos (4683 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 17:58)
Célia F