CapaCadastroTextosÁudiosAutoresMuralEscrivaninhaAjuda



Texto

BASSETTO, Bruno Fregni. O trabalho filológico. In.: _______. Elementos de filologia românica: história externa das línguas. Vol. 1. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2001; p. 43-62.

Bruno Fregni Bassetto é filólogo e professor titular de Filologia Românica no Departamento de Letras Clássicas e Vernáculas da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP. Sua obra Elementos de filologia românica: história externa das línguas foi o resultado de um trabalho de muitos anos de pesquisa e descreve diversos métodos filológicos, tratando também da história das línguas românicas. Por meio de uma linguagem clara, transmite importantes conhecimentos da área da filologia.
No capítulo analisado, Bassetto introduz sua análise sobre o assunto remontando ao desenvolvimento dos estudos filológicos a partir do século XIX, ressaltando a importante contribuição de estudiosos como Karl Lackmann e Giorgio Pasquali, os quais, segundo o autor, iniciaram o trabalho de reprodução de textos com base em mais de um manuscrito e de forma mais rigorosa. O autor destaca que, mesmo assim, houve trabalhos importantes mesmo antes dessa época, baseados em sólidos princípios críticos, como Erasmo de Rotherdam, Dionísio Lambino, Richard Bentley e outros.
A partir daí, Bassetto discute as três etapas do trabalho filológico, seguidas na modernidade. A primeira delas é a crítica textual, que tem como finalidade reconstruir um texto, aproximando-o ao máximo da forma que recebera do próprio autor. Essa etapa é constituída por quatro fases descritas por Bassetto, o qual também apresenta as dificuldades e a importância de cada uma dessas fases, sendo elas: Recensio (levantamento de todos os manuscritos existentes de determinada obra publicada); Collatio codicum (comparação de diversos manuscritos e seleção do mais completo, eliminando-se os que não contribuem para o trabalho filolófico); Estemática (estabelecimento da genealogia do texto, que pode ser vertical, transversal, orizontal ou por contaminação) e Emendatio (mais importante etapa, é o “conjunto de operações que visam à correção do texto”).
A segunda etapa do trabalho filológico constitui a Crítica histórico-literária, que busca estabelecer pontos pouco esclarecidos, eliminando lacunas no conhecimento das informações a respeito do texto. De acordo com Bassetto, essa etapa do trabalho filológico aborda aspectos como autenticidade, datação (data, ano ou época da escrita de um texto), fontes (qualquer influência de outros autores sobre o texto), circunstâncias (situação de um documento em seu contexto histórico, social, cultural e político), sorte (aceitação ou recepção da obra), unidade e integridade, linguagem (reveladora das influências recebidas pelo autor, sua filosofia, suas preferências léxicas e sintáticas, sua cultura, provável filiação, movimento filosófico ou literário que apóia, etc); avaliação crítica (determinação do valor documental e literário da obra de um autor).
A terceira etapa do trabalho folológico descrita por Bassetto é a Exegese do pormenor, que, como o nome já diz, busca “interpretar”, ou esclarecer pormenores que não ficaram esclarecidos para o leitor. O autor cita uma análise de trechos do Novo Testamento para exemplificar isso.
Após esta etapa, vem a Edição ou publicação do trabalho filológico, que pode ser crítica (introdução mais texto reconstituído, com edições em nota de rodapé), diplomática (reprodução do que se considera o original manuscrito) ou paleográfica (transcrição mais perfeita de um manuscrito, através de técnicas modernas). Além destas, Bassetto conclui seu texto descrevendo outros tipos de edição realizados na modernidade, como as edições comentada, escolar e popular.
Desta forma, Bassetto revela o complexo trabalho filológico, bem como suas dificuldades, a importância das diversas etapas envolvidas e as contribuições deste trabalho para a literatura mundial. Através desse texto, pode-se perceber a riqueza do trabalho de um filólogo e o quanto este trabalho exige do profissional. Afinal de contas, as etapas descritas por Bassetto certamente levam anos para serem concluídas, quando se realiza um trabalho sério. É motivo de grande admiração perceber que estudiosos se debruçaram durante anos sobre diversas obras, resultando em termos hoje tantos conhecimentos revelados em tantas áreas. Essas informações conduzem também à busca de melhores traduções de importantes obras, como das Escrituras Sagradas, que influenciam diretamente a vida de milhares de pessoas, muitas vezes mudando personalidades e direcionando seu futuro.
Portanto, através do texto, Bruno Fregni Bassetto alcança muito bem seu objetivo de discutir as etapas do trabalho filológico, revelando belamente o trabalho de grandes estudiosos do ramo.



Tathiany Andrade
Enviado por Tathiany Andrade em 06/03/2009
Código do texto: T1472044

Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Tathiany Andrade
Santo Antônio de Jesus - Bahia - Brasil
4 textos (2694 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/09/14 22:46)