CapaCadastroTextosÁudiosAutoresMuralEscrivaninhaAjuda



Texto

..:: Encantarias: A Lenda da Noite ::..

Resenha: Encantarias: A Lenda da Noite
Por Michelle Ramos


Sabe aquele trabalho que te deixa nas nuvens só por ter recebido? Que do inicio ao fim faz você ter orgulho de saber que foi feito por brasileiros?

Foi exatamente o que eu senti quando recebi Encantarias.

Produzida pelo Estúdio Casa Velha, a mesma que produziu Belém Imaginária. A Idéia em si mesmo já é belíssima, pois nos conta a história da criação da noite pela mitologia brasileira.

A cada página, a beleza e a riqueza dos “brasileiros originais” é claramente exposta.

A Lenda da Noite nos é apresentada e contada pelo Velho das Histórias, e junto com as crianças somos transportados para um tempo longínquo, cheio de beleza, pureza e vida.

Um lugar onde aprendemos que a noite (chamada de grande escuridão) ainda não existia, mas era extremamente desejada no coração do Chefe Itabiraci, que queria dar como presente de casamento a sua filha, um período de descanso e tranqüilidade, longe dos trabalhos constantes que o “eterno” dia proporciona.


O grande desejo e fé do Chefe foram ouvidos por Tupã que resolve libertar a Grande Escuridão por um breve momento.

Nesse Ponto passamos a conhecer os grandes guerreiros da História: Piatã, Ubirajara e Kuandu, cada um deles com seu talento especial, são chamados por Tupã para uma missão extremamente importante, procurar o “Alguidar Karukypy, um dos mais poderosos artefatos mágicos que existem” e com essa missão nossos guerreiros entram na densa floresta recheada de mistérios e aventuras, encontrando vários personagens pelo caminho, tais como Iara, um An, o Curupira, a Cobra Honorato, Jaguaressa, entre outros.

O maravilhoso na história é que a mesma, assim como todos os personagens são tratados com muita seriedade e de forma adulta e realista, com personalidades bem definidas, dou como exemplo o Curupira, adorei o que fizeram com ele, sua astúcia, seu visual, tira aquela ingenuidade constante sobre o personagem, aquela mania de dizer, ele apronta mais é bomzinho.

A Emoção da História, que se diga de passagem, fizeram vir lagrimas aos meus olhos, a beleza e a criatividade dos desenhos e a vivacidade das cores, fazem deste trabalho uma obra prima com certeza, merecendo destaque em nosso meio Independe e fora dele.

O que acontece no final? Bem aí só você comprando, e sinceramente, você DEVE fazer isso.


Encantarias: A lenda da Noite

Criação e edição: Volney Nazareno

Argumento: Julião Cristo

Roteiro: Otoniel Oliveira e Volney Nazareno

Desenhos: Otoniel Oliveira

Arte-Final: Fernando Carvalho

Pintura: Fernando Carvalho e Otoniel Oliveira

Letras: Aline Coelho

Capa: João Silveira e Otoniel Oliveira

Projeto Gráfico: Otoniel Oliveira e Aline Coelho

Revisão: Ivani Oliveira e Roberto Zaluth


Originalmente publicado em 16/12/2006 no site Zine Brasil http://zinebrasil.googlepages.com
Michelle Ramos
Enviado por Michelle Ramos em 19/03/2007
Código do texto: T417694

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Michelle Ramos
Recife - Pernambuco - Brasil, 33 anos
6 textos (2146 leituras)
1 e-livros (37 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 25/07/14 05:58)