Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Todo Poderoso (Bruce Almighty, 2003, Tom Shadyac)

Todo Poderoso – Jim Carrey tem carisma. Isso não podemos negar. O cara é poderoso em suas caretas e expressões corporais. Isso é inegável. Admiro também os seus trabalhos como ator sem ser em filme de comédia. Cine Magestic, O Mundo de Andy e O Show de Truman (que ainda tinha caretas) uma prova do que o ator pode fazer em filmes sérios. Mas esse é mais um filmeco abrilhantado pela presença do ator.
O filme digamos de passagem nada tem a acrescentar. Com um argumento fraco e um roteiro chatinho ele se desenvolve a medida que o personagem de Jim (um repórter que não está satisfeito em somente fazer reportagens engraçadas) ganha miraculosamente os poderes de Deus, depois de uma conversa com o próprio. Aliás, algo que me veio a mente é porque de colocarem um Deus negro no filme.Acho que para mostrarem que todos somos iguais de uma forma hipócrita.
É a partir daí então que começamos ver algumas coisas acontecerem. Mas nada é explorado de forma que dê o máximo de chances para o ator mostrar suas habilidades. E fala sério, apelar para um macaco saindo da bunda de um personagem é coisa baixa.
A figura da Jennifer Aniston é muchocha e apagada no filme. O tal caso de amor que envolve os dois é fraquinho que dá pena. Se aparece algum Brad Pitt por ela na rua é bem capaz de ela trocar os homens.
Se você gosta de Jim Carrey e suas estripulias dá pra rir um pouco com o filme, mas nada que vai ser o filme do ano, nem do mês, acho que é o filme do próprio dia. Passou o dia passou o filme.
leandroDiniz
Enviado por leandroDiniz em 02/07/2005
Código do texto: T30422
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
leandroDiniz
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil, 34 anos
260 textos (273036 leituras)
3 e-livros (430 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 02:02)
leandroDiniz