Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

HAPPY FEET: O PINGÜIM

Sinopse:

Antártida, Pólo Sul.

Para os pingüins imperadores, a coisa mais importante da vida é aprender a Canção do Amor. É mais importante do que aprender a pescar ou a não comer neve com xixi. Aprender a Canção do Amor, que vem lá de dentro da alma pingüiana, é importante porque é a maneira como se formam os casais de pingüins. Foi assim com Memphis e Norma Jean, que se conheceram ao som de "Heartbreak Hotel" (Elvis Presley) e "Kiss" (Prince). As Canções se encontraram e viraram Amor, e então o Amor virou um ovo.

Como de costume naquela comunidade de pingüins, os ovos seriam protegidos pelos machos no calor de suas penas enquanto as fêmeas iriam ao mar em busca de alimentos. No meio do rigoroso inverno, acidentalmente Memphis deixa o ovo cair mas é recuperado a tempo de não se quebrar. Resta saber se o acidente deixou alguma "sequela". O jeito é esperar até a Terra girar, trazer o sol de volta e chegar a época dos ovos se abrirem.

O filho de Memphis e Norma Jean nasce um pouco atrasado e com um jeitão meio diferente: ele andava de um jeito um tanto esquisito, parecendo que estava sempre sapateando.

O líder e patriarca da Comunidade, o ancião Noé, demonstrou certa preocupação com o filho de Memphis, principalmente quando descobriu que o pingüinzinho não tinha o menor jeito para encontrar sua Canção do Amor ("Um pingüim sem uma Canção do Amor mal chega a ser um pingüim...") e não conseguia emitir uma nota musical sequer.

Certo dia Mano (o nome do filho de Memphis) ficou sozinho em sua casa quando quatro gaivotas famintas o cercaram. Uma das gaivotas, chamada de Alpha Skua, chama a atenção de Mano porque na pata direita dele havia uma argola com uma placa de identificação amarela com um número de série.

Curioso, Mano quer saber qual a origem daquela argola e a gaivota explica que era um sinal deixado por alienígenas que o abduziram. A explicação traz para Mano uma nova perspectiva de mundo, já que se existem seres alienígenas deve também existir no mundo um lugar onde tenha algum valor ser um pingüim desafinado, mas sapateador.

Enquanto isso, a vida dos pingüins tornava-se cada vez mais difícil devido à escassez de peixes no oceano.

Para o ancião Noé, essa escassez de alimentos estava relacionada com um castigo divino, provocado pelo comportamento "irreverente" de Mano.

Decidido a provar que a falta de peixes tinha origem na ação dos seres alienígenas que abduziram a gaivota, Mano parte numa viagem até os limites da Antártida, atravessando o território dos perigosos elefantes marinhos para chegar até um mundo totalmente alienígena para ele: o nosso.

Bastidores: -Happy Feet: O Pingüim foi indicado ao Globo de Ouro 2007 nas categorias Melhor Filme de Animação e Melhor Canção Original "The song of the Heart" (música e letra de Prince e Rogers Nelson)

(EUA, 2006)
Direção:George Miller
Roteiro de George Miller, Judy Morris, John Collee e Warren Coleman. Produzido por George Miller e Doug Mitchell para a Village Roadshow Pictures . Elenco de dubladores na versão original: Elijah Wood (Mumble/Mano), Brittany Murphy (Gloria), Robin Williams (Ramone e Amoroso), Nicole Kidman (Norma Jean), Hugh Jackman (Memphis), Carlos Alazraqui (Nestor), Denise Blasor, Elizabeth Daily (Jovem Mano), Khamani Griffin (Mano bebê), Magda Szubanski (tia Viola, professora), Hugo Weaving (Noé), Miriam Margolyes (Madame Astrakhan), Anthony LaPaglia (Gaivota Alpha Skua), Carlos Alazraqui (Nestor), Johnny Sanchez III (Lombardo), Jeff Garcia (Rinaldo) e  Lombardo Boyar (Raul).
Estréia nos cinemas: 24/11/2006.
AIRTON SHINTO
Enviado por AIRTON SHINTO em 30/11/2006
Reeditado em 16/12/2006
Código do texto: T305503
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
AIRTON SHINTO
São Paulo - São Paulo - Brasil
91 textos (53352 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 14:42)