Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

     O Brasil inteiro já pode ver o filme "Planeta dos Macacos: a guerra", terceiro filme da nova série que surgiu recentemente retomando a intuição da série dos anos 60. Esse novo filme tem direção de Matt Reeves e tem sido elogiado tanto pela inteligência do roteiro, como por sua realização fotográfica e musical. 
     A mim me instiga o fato de que saímos do cinema tristes em ver que para esse tipo de cinema a humanidade (a única mostrada) é a sociedade dos Estados Unidos e mais restritamente ainda uma facção do seu exército. Esses são os humanos. Os outros são os macacos. E a história dos faroestes e dos filmes de aventura se repetem. O que antes eram os índios e os negros ou latino-americanos e asiáticos, (o outro), agora são os macacos. De fato, o racismo agora se manifesta no especifismo - na discriminação contra a outra espécie - por acaso uma raça de macacos inteligentes. É interessante notar que ao mesmo tempo nas livrarias faz sucesso um livro do James Patterson, romancista de livros policiais. O livro se chama ZOO. E conta que os animais, transformados por um feronomio, (um hormônio que os excita) se voltam contra a humanidade e começam a se unir para matar gente. Que perspectiva terrível a guerra e o confronto entre as espécies. Por que o outro não pode ser companheiro que me enriquece e não ameaça que eu preciso destruir? 
Iliely
Enviado por Iliely em 10/09/2017
Código do texto: T6110446
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Iliely
São Paulo - São Paulo - Brasil, 31 anos
628 textos (44802 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/11/17 20:39)
Iliely