Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TEMPOS MODERNOS - CHARLES CHAPLIN

Chaplin, um dos maiores mitos do cinema, critica a sociedade capitalista em Tempos Modernos

Tempos Modernos, de Charles Chaplin, é o retrato da sociedade capitalista que começava a se desenhar na Europa a partir do século  18, mais precisamente após a Revolução Industrial iniciada na Inglaterra. A busca desenfreada pelo lucro é criticada de forma irônica por um dos maiores gênios que o cinema conheceu ao longo da história, e uma passagem significativa que aponta essa característica de produção é o momento em que o personagem trabalha de forma contínua e ininterrupta diante de uma esteira, tornando-se uma parte integrante da máquina. Tanto é verdade que, ao encerrar o turno, ele continua com a mente voltada para os movimentos do trabalho.

O cinema confirma-se então como uma nova manifestação artística - a “sétima arte” -, e seu surgimento está estritamente ligado à evolução da fotografia. No princípio, o maior desafio do homem era transformar em imagens palpáveis aquilo que os olhos testemunhavam, e a partir daí “aprisionar o fantasma do movimento”, como fizeram os precursores irmãos Lumière. De volta a Chaplin, a história do cinema seria incompleta sem sua existência, sem a magia de fazer rir e chorar apenas com a expressão corporal e a fisionomia de um humilde cidadão.

A partir da intensificação da produção industrial a arte vai passar por uma mudança de conceito. As reproduções em série elevaram o conceito artístico em relação à originalidade, e as artes passaram a ser expostas e cultuadas nos museus. Por outro lado, os objetos reproduzidos e que não eram tidos como obras de arte permitiram que o povo estreitasse as relações com o artista. A reprodução industrial em série possibilidade que o cidadão comum decore a parede de sua sala, por exemplo, com trabalhos alusivos artistas de sua preferência, mesmo porque a maioria dos originais pertence a acervos de museus e universidades, e têm uma valorização muito distante do poderio financeiro do grande público.

TEVE ALGUMA UTILIDADE PARA VOCÊ?
ENTÃO, FAÇA UM DONATIVO PARA QUE POSSAMOS POSTAR MAIS TEXTOS DE INTERESSE GERAL!
Banco do Brasil
Agência: 2051-6 / Conta Corrente: 58.819-9


José Donizetti Morbidelli
Enviado por José Donizetti Morbidelli em 16/12/2005
Reeditado em 30/12/2016
Código do texto: T86597
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Donizetti Morbidelli
São Paulo - São Paulo - Brasil
218 textos (622821 leituras)
24 e-livros (1382 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/01/17 00:08)
José Donizetti Morbidelli