Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sobre Cordel Paulo Nunes Batista

CORDEL – Paulo Nunes Batista – Livro editado pela HEDRA. Direção da Coleção: Joseph Luyten. São Paulo-SP. 140 pags.- 2006.

Uma edição há tanto esperada, chega em boa hora, editada pela Hedra de São Paulo. Joseph Luyten pesquisador da literatura popular, editor, diretor da Coleção que focaliza autores de Cordel.
Livro cuja introdução e seleção realizada pela professora e pesquisadora paraibana, Maria do Socorro Gomes Barbosa- que destaca as raízes, o percurso, a versatilidade poética do poeta nordestino, paraibano,  radicado em Anápolis há mais de 40 anos, Paulo Nunes Batista.
Livro bem oportuno! Paulo Nunes Batista: uma legenda. Um poeta universal pela variedade e grandiosidade do seu discurso. Através do cordel o poeta Paulo Nunes Batista, artesão da palavra - educa, brinca, transforma, filosofa, sempre presente suas raízes culturais e genéticas. Descendente de uma longa geração de poetas repentistas e cantadores das plagas nordestinas, da Paraíba, pelo lado materno e paterno, o verso borbulha em sua mente e no coração sensível e cálido. Vem de Agostinho Nunes da Costa, Ugolino Nunes da Costa, fincadores do verso, do repente e da cantoria na serra do Teixeira. Paulo, filho de Francisco das Chagas Batista, um dos primeiros a editar folhetos de cordel numa editora que fundou em João Pessoa, em tempos pretéritos. Irmão do maior pesquisador do cordel, Sebastião Nunes Batista, falecido. Primo da tríade imorredoura, os irmãos Batista: Otacílio, Louro e Dimas Batista.
Poeta e cordelista Paulo, nascido em João Pessoa, no ano de 1924, peregrinou caminhos pelo Brasil afora, embalando sonhos daquele menino marinheiro, espalhando versos, e dele sobreviveu por algum tempo na feira de São Cristóvão, no Rio de Janeiro, e em Anápolis, vendendo folhetos, aqui definitivamente se radicou, encontrou a paz e a estabilidade. Um poeta que sempre acreditou na poesia; hoje lúcido e produtivo faz versos por prazer.
De obra vastíssima, Paulo Nunes Batista aborda em seus cordéis, Abc’s e outros tantos escritos,-o pragmático, quando através de seus cordéis e Abc’s educa; lúdico,  lírico, realista, o grito social e revolucionário, na ânsia de justiça e paz para todos. É metafísico. De cultura popular e erudita, é um humanista, um espírito bem dotado- que ao longo da existência soube transformar os espinhos em flores.
Autor bastante lido e alvo da crítica literária nacional através de nomes de peso, tais quais: Bernardo Elis, Licínio Barbosa, Enéas Athanázio, Orígenes Lessa, Francisco Vasconcelos, Jorge Amado, Anderson Braga Horta, Aparício Fernandes, Gilberto Mendonça Teles, Ascendino Leite, Neuma Fechine Borges e outros.
Este livro em epígrafe publica  04 trabalhos seus:
O Homem que toca pandeiro no inferno – setilha;
O dentista em ABC – em setilha;
O Desafio de João Fava com Juca Baiacu- em sextilha;
A herança que minha sogra deixou – em setilha.
Nestes está presente a versatilidade e conhecimento das regras, métirca e modalidades do verso popular; bem como as características que já destacamos acima em seus trabalhos, principalmente o aspectos lúdico, a natureza didática, o linguajar popular, enfim a vivência e os valores do homem nordestino.

(*) a autora do artigo é professora, ensaísta, poeta. Autora dos seguintes livros: Barco sem vela, adolescência de um outono, Pensamentos dispersos e diversos, Psicopoética, Filosovendo a Vida, A Saga de Ipueiras, Tesouro Redescoberto- a riqueza do folheto em verso e Palavras de mulher em prosa e verso.
maria do socorro cardoso xavier
Enviado por maria do socorro cardoso xavier em 20/03/2006
Código do texto: T125826
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
maria do socorro cardoso xavier
Campina Grande - Paraíba - Brasil
317 textos (22484 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 17:59)
maria do socorro cardoso xavier