Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Chave de Vidro

A Chave de Vidro – livro de Alie Spíndola

Nem fácil, ou seja, nem linear a leitura de “A Chave de Vidro”. Chave que abre vários mistérios da mente humana; Vidro: quebrável, atritável, sensível, como o próprio ser.
Complexa codificação, elementos surreais predominam nos textos- ficção.
Atesta uma diversificada leitura da autora, numa intertextualidade, que a leva fazer sua própria releitura.
Atmosfera surreal, conta o irreal com sabor de real.Transgride o terra a terra para torná-lo fantástico, atrativo e curioso. Como se uma febre delirante tivesse arrebatado a autora, a abissais oceanos “nunca dantes navegados”, - mas aladamente sonhados. O in consciente quer queiramos ou não exerce um papel de grande monta na criação humana. Carrega consigo milenarmente centenas de estórias pródigas em imaginação.
Até mesmo a fase infanto-juvenil da escritora, usufruída em ambiente bucólico, a muniu sobremaneira de singular afetividade com as pessoas e a natureza, dando-lhe cumplicidade neste rico processo criativo.
Prosa densa, na qual o artesanato da palavra não chateia o leitor, metáforas surpreendentes, leva-os a refletir, num discurso transcendental, cosmicamente humano, com a maciez da sensibilidade, que toca o intangível e o liga ao terreno.
Leva o leitor penetrar nas teias do incomum. Buscar nos códigos de referências pouco usuais, explicações, sob metatexto bem trabalhado.
Livro não só para o deleite, mas para refletir, obviamente não exclui o tecido do amor, enquanto sentimento sublime do homem, emanado de Deus, - que está sempre presente nas entrelinhas do seu discurso metalinguístico.
Tal qual uma deusa ressuscitada – desce a este plano, transmitindo mensagens cósmicas a seu pares, tornando-a imparmente bela.
O afeto não está excluído no seu discurso, brota amiúde, sem cair no piegas, que se basta a si mesmo. Introspecção mescla-se ao palpável.
Vem a superfície de águas revoltas ou planas, -o pitoresco, o satírico, os absurdos da mente, vêm á tona elevando ou baixando a temperatura, conforme intrínsecas necessidades.
Exposição hiper criativa, este livro: A chave de Vidro, a meu ver, consagra sem sombra de dúvida a autora, com um lugar de destaque no Conto brasileiro!
Meu abraço terno de parabéns à criativa, inteligente e nobre escritora!
(mscx)


maria do socorro cardoso xavier
Enviado por maria do socorro cardoso xavier em 27/03/2006
Código do texto: T129268
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
maria do socorro cardoso xavier
Campina Grande - Paraíba - Brasil
317 textos (22486 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 08:35)
maria do socorro cardoso xavier