Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Mulheres em Sala de Aula

LOURO, G. L. Mulheres na Sala de Aula. In: Mary Del Priori (org.); Carla bassanezi. História das Mulheres no Brasil. 6ª.ed. – São Paulo: Contexto, 2002. P. 441 – 481.
Guacira Lopes Louro é professora titular aposentada da UFRGS e professora colaboradora voluntária do Programa de Pós Graduação em Educação da UFRGS, onde atua na Linha de Pesquisa "Educação e Relações de Gênero". Licenciada em História pela UFRGS, é Mestre em Educação pela mesma instituição e Doutora em Educação pela UNICAMP com a tese "Prendas e Antiprendas: uma história da educação feminina no Rio Grande do Sul", defendida em 1986. Fundadora do GEERGE, Grupo de Estudos de Educação e Relações de Gênero, foi sua coordenadora entre 1990 e março 2000.
Seu eixo temático é "Gênero, sexualidade e educação". Atualmente vem desenvolvendo pesquisas sobre "Teoria queer e Educação.
A autora faz o estudo da educação feminina no Brasil, contextualizando sua obra no século XIX, com a intenção de transmitir ao leitor os conhecimentos acerca das dificuldades e conflitos que as mulheres passaram (e passam), para obterem seu local de trabalho reconhecido pela sociedade.
A maneira em que aborda os fatos mostra a transformação pela qual a educação infantil passou ao longo do século, salientando as contradições em que passa o magistério – ora aceito, ora negado. Mostra ainda, a visão machista dos profissionais que atuavam diretamente na tomada das decisões políticas, sendo as mulheres responsáveis pelo desenvolvimento das atividades cotidianas, enquanto aos homens caberiam as tomadas de decisões, centralizando o poder da escola. Deixando visível a escolha da mulher entre ser mãe (preocupada com os afazeres domésticos) ou professora, levando uma vida de privação e solidão. Explorando as diferenças na educação das meninas e meninos, sobretudo a importância da formação de cada um sem ter um contato direto.
Com o início da mudança da visão no campo educacional, ser professora passa a ser visto como uma preparação para o casamento –onde nas escolas/ centros de formação de educadoras, eram realizadas as procuras pelas futuras esposas.
Após todos estes acontecimentos, a profissão de professora passa a ser reconhecida nacionalmente, mantendo um caráter discriminador: não havendo a possibilidade de tomadas de decisões por estas, e havendo a mudança em sua postura frente a turma.
Ocorrem então, grandes mudanças nas práxis destas profissionais, as quais irão enfocar o lúdico como forma de desenvolvimento da criança como um ser racional. Junto a este momento, sobressalta o início da atividade docente com reconhecimento, passando a ser vista como uma profissão digna como qualquer outra – para as mulheres – onde passará da visão de acuidade para lutar por seus direitos.
Assim esta obra trata a trajetória das mulheres rumo as salas de aulas, podendo ser visto todo o contexto democrático ao qual foi passado para ter a atual visão de professora.
Porém, não ressalta traços distintos de qualquer outra abordagem, mas é desenvolvido de uma forma de fácil compreensão, necessitando de poucos conhecimentos para seu entendimento.
Da mesma maneira, a autora não faz conclusões, induz o leitor a tirar suas próprias conclusões com base nos fatos apresentados.
Sobretudo, as circunstâncias culturais apresentadas são as mesmas da época colonial – que o homem era visto como o único responsável pelo domínio do poder, e a mulher subversiva à suas ordens; neste mesmo contexto as condições sociais das mulheres que enfrentaram o preconceito e lutaram por seus ideais, foram melhorando gradativamente ao passo das conquistas, ficando marcado pelo início da dependência financeira da mulher.
Ao passar dos fatos, a obra deixa uma grande contribuição para o desenvolvimento da educação no Brasil, e, por conseguinte da sociedade. No que se refere aos campos da pesquisa, Guacira deixa um marco através de seus relatos e da exposição à crítica da realidade nacional.
Através da utilização de idéias verdadeiras, traz a campo novos conhecimentos ao leitor, ampliando o potencial crítico dos que fazem uso de sua obra.
Fazendo o uso de traços simples e objetivos, traz com coerência e precisão as discussões no campo Educacional, através de uma linguagem dada como correta no meio educacional.
Junto a demais autores que compõem esta obra, a autora está focada na pesquisa, sendo seu maior enfoque e preocupação no preparo e desenvolvimento de conceitos por parte de estudantes Universitários das diversas áreas e especialista da área Educacional.


Guilherme Lima
Enviado por Guilherme Lima em 22/05/2010
Reeditado em 25/06/2010
Código do texto: T2271764

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Referências Bibliográficas). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Guilherme Lima
Paraguaçu Paulista - São Paulo - Brasil, 27 anos
24 textos (19400 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/12/14 06:32)
Guilherme Lima



Rádio Poética