Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Rastros do Sentir *


Nadir Silveira Dias


RASTROS DO SENTIR: Crítica, Poesia, Esperança!

O Assessor de Desembargador do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul; Nadir Silveira Dias, é o autor de "Rastros do Sentir", sua primeira obra poética individual. Trata-se da reunião de poemas e crônicas de cunho jurídico-político-social com ilustrações e fotos. Corretor de Imóveis, Advogado de militância, e atualmente servidor da Justiça, crítico ou apaixonado, Nadir explora a realidade ficcional e política de nossos dias, sem esquecer a poesia, o lirismo, o encanto das flores e a esperança que todos nós precisamos ter para viver melhor.

1. De Nelson Fachinelli, Presidente da Casa do Poeta Rio-Grandense, o Operário das Letras, autor do prefácio, Porto Alegre, colhemos o seguinte:

“Nadir Silveira Dias, o poeta do Tribunal de Alçada - que mostra o mundo que o alicia, com poesia, amor e sedução. “A poesia que leio/ Me faz reviver/ O canto que canto/Me faz renascer.”
Nadir Silveira Dias nos brinda com seu Rastros do Sentir, onde revela que ele, poeta e jurista, é, na obra, um poeta de circunstâncias. Nela, o cotidiano do universo, de nosso país e de nossa cidadezinha, está refletida de forma direta, ora em prosa-verso e vice-versa, ora sob a forma de súmula ou relatório poético.
Por acreditar no talento em evolução do poeta do Tribunal de Alçada - Nadir Silveira Dias - é que, com o aval de seu proponente poeta e editor Rossyr Berny, votamos o seu ingresso na bem-amada Casa de nós - Casa do Poeta Rio-Grandense, conforme texto de nosso parecer, na condição de sócio efetivo da mesma.
Em resumo: Nadir Silveira Dias com este livro, além de mostrar seu estro romântico, apaixonado, revela que sabe contestar, em versos eivados de beleza e verdade, os males que assolam o nosso País.
Nós saudamos, poeta Nadir, o teu ingresso nesta autêntica sociedade dos poetas vivos - a Capori. Toda sorte, trabalho e sucesso para ti, teus diletos familiares, parentes e amigos. Fraternalmente “

2. De Rossyr Berny e Nadia Torres Cañeiro, Editores, Porto Alegre, o seguinte:

“CIDADÃO DA VIDA E DA POESIA

Nadir Silveira Dias anuncia-se múltiplo poeta. Múltiplo e universal. Seu canto multicolorido explode da amantíssima Rio Grande para o mundo. Passa e demora-se necessária e garbosamente em Porto Alegre. Consagra-se cidadão da vida e da poesia.
Rastros do Sentir é sua alma com fratura exposta, digo, com sensibilidade desvendada. Despoja-se inteiro em cada verso. Seus percursos levam à imagens da vida e da sobrevivência. Possuem forte hálito de mar e de gente, sobretudo de amor e sonhos. As tintas com que pinta os dias, lembram múltiplos arco-íris, pois seu pincel é motivo de afagos e gestos amorosos. Para com a vida e para com seu amor, vate impetuoso que se mostra nos textos apaixonados.
Poesia e prosa aqui misturam-se, amálgama de ternura, inquietação, saudades e sonhos, em única e bela matéria humana. Que maior lição de vida poderia nos ensinar Nadir Silveira Dias e seu Rastros do Sentir ?! ”

3. De Demosthenes Gonzalez, compositor, escritor e jornalista, Porto Alegre:

“Em Rastros do Sentir encontramos todos os elementos necessários para que a poesia, efetivamente, cheque à sensibilidade do leitor.
Nadir Silveira Dias mostra-se experimentado como poucos na difícil arte de escrever. Esta árdua e difícil luta diária com a palavra, habituais embates, enfrentamentos entre Criador e Criatura. Sai ganhando o leitor com a ótima qualidade poética deste Rastros do Sentir “

4. De Luiz Carlos Barbosa Lessa, folclorista, escritor, e tradicionalista, Mata de Água Grande, Camaquã:

“(...) Peguei Rastros do Sentir,
Cheirei, li, depois reli,
e terminei dando um grito:
“ Oigatê Piratini !! “

5. De Zully Oney Teijeiro Pontet, Graduada em Letras, Educadora, Professora de Português/Inglês, ora Pós-Graduada, Especialização em Linguagem e Letramento, Porto Alegre:

“Obrigada por saberes esperar. Entender que é preciso ter paciência para que se alcancem as metas desejadas, por acreditares e lutares por elas, criando em nós a esperança do amanhã. Parabéns.“

6. De Hans Schlapp e Julio Santana, da Iglesia Nueva Apostolica, Montevideo:

“Exito com presentacion de libro. Abrazos, Schlapp, Santana”

7. De Marco Scalabrino, Trapani, Sicilia, Italia, em 26.08.2003:

Caro Nadir Silveira Dias,
sono lieto di comunicarLe che ho ricevuto, giusto oggi,
il plico con le Riviste e il Suo libro. La ringrazio sentitamente.

Ho voluto per primo leggere, appunto, il Suo RASTROS
DO SENTIR. Il libro presenta una buona veste editoriale,
(oltre a talune pregevoli riproduzioni di foto e dipinti)
e si apprezza per la scrittura piana, la ricchezza dei sentimenti
- tra cui emerge l'Amore, che è tema di parecchi componimenti -,
l'attenzione per gli altri esseri umani che sono stati (o sono) cari,
lo sguardo che talvolta si posa sulla Natura e sulla nostra,
martoriata Terra. Peraltro ho notato con piacere, a pagina 112,
che l'Italiano, la mia lingua, Le è tanto familiare da citarlo.

Voglia pertanto gradire, assieme con i miei cordialissimi saluti,
i miei vivissimi complimenti, Marco Scalabrino.

8. Medalha de Prata no 8° Premio Marengo D’Oro, Sestri Levante, Genova, Italia, em 12.09.2004:

ATTESTATO DI PARTECIPAZIONE SU PERGAMENA PREMIO LETTERARIO INTERNAZIONALE “MAESTRALE – SAN MARCO” MARENGO D’ORO, Centro Culturale “Maestrale”, Comune di Sestri Levante, Salotto Letterario “San Marco”, Genova. “La Commissione Giudicatrice esaminate le opere presentate, conferisce Nadir Silveira Dias Medaglia d’argento – Poesia edito - firmado em 12.09.2004 por Il Presidente della Commissione Giudicatrice, Graziella Corsinovi, e Il Presidente di “Maestrale”, Alberto Dell’Aquila, expedida em 24.01.2005 e recebida em 31.05.2005, juntamente com a Medalha. O resultado oficial pode ser visto no saite http://www.maestralesestrilevante.com/vincitori02.htm

9. Título de Persona Mundi, decorrente desta conquista, pelo Clube Escritores Piracicaba, em 27.11.2004:

TÍTULO DE PERSONA MUNDI DO CLUBE DOS ESCRITORES PIRACICABA, assinado por Carlos Moraes Júnior, Presidente, e Haldumont Nobre Ferraz, Diretor de Honrarias e Méritos, em Piracicaba, 27.11.2004, ao Membro Titular do Conselho Acadêmico, Cadeira n° 77, da Área de Letras, Nadir Silveira Dias, pelo recebimento de Medalha de Prata na 8ª Edição do Premio Literário Marengo D’Oro, em Gênova, Itália, em 12.09.2004, registrado no 2° Oficial de Registro de Títulos e Documentos da Comarca de Piracicaba, Rua Benjamim Constant, n° 634, fone 3432-3500, Centro, Piracicaba, SP. Protocolado sob n° 00067429 e registrado em microfilme sob n° 00067376, em 16.11.2004. Retirado da ECT, Ag. Menino Deus, Porto Alegre, em 21.12.2004.

http://www.nadir2003.pop.com.br/nadirsilveiradiasrs.html

O lançamento do livro "Rastros do Sentir", de Nadir Silveira Dias, teve Sessão de Autógrafos no Pavilhão Central na Sessão de Autógrafos na 43ª Feira do Livro de Porto Alegre.

RASTROS DO SENTIR, de Nadir Silveira Dias – poemas reunidos, 136pp. 14x21, com ilustrações, impresso pela Editora Alcance, 1997, Porto Alegre, RS, Brasil.

Nadir Silveira Dias
Enviado por Nadir Silveira Dias em 24/08/2005
Reeditado em 08/02/2006
Código do texto: T44802
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Nadir Silveira Dias
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil
1036 textos (153741 leituras)
4 e-livros (380 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 20:03)
Nadir Silveira Dias