Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

'Taunay e o Padre Voador', obra de Inaldo Lepsh


Diário de Sorocaba, domingo e segunda-feira. 9 e 10 de setembro de 2007
ESCRITOR DA SEMANA
'Taunay e o Padre Voador', obra de Inaldo Lepsh
 
        Segundo Inaldo Lepsh, o presente trabalho nasceu de um elogio a um dos maiores historiadores brasileiros e, ao seu tempo, um dos 10 maiores do mundo, Affonso d’Escragnolle Taunay, o patrono da cadeira de número 26 da Academia Ituana de letras – ACAIL, à qual, na época das pesquisas, Lepsh concorria.
        Em discurso escrito para sua sabatina na ACAIL, Lepsh preocupava-se com o tamanho de sua responsabilidade, pois a vida e obra de Taunay são riquíssimas. O historiador escreveu só de trabalhos seus perto de 36.000 páginas só em livros além dos mais de 1.600 artigos em jornais e revistas de todo o país e do exterior. E ainda, patrocinou centenas de obras de outros autores, e a reedição da obra de seu pai, o Visconde de Taunay.
        Assim, Lepsh concluiu que tratar de tudo isso em somente uma noite seria meta impossível e que a obra de Taunay valeria, só ela, todo um discurso acadêmico. Assim, como opção, Lepsh escolheu uma das obras que o próprio Taunay julgava como a mais importante: uma biografia de Bartholomeu Lourenço de Gusmão, o primeiro homem no mundo a promover a ascensão de um balão, descobridor do princípio impulsionador até hoje utilizado pelos modernos balões, além de ter criado um sem número de invenções, muitas das quais, até hoje, a humanidade usufrui.
        Taunay, através de duas obras: “A vida gloriosa e trágica de Bartholomeu de Gusmão, e Bartholomeu de Gusmão e sua prioridade aerostática, publicadas em 1931 e 1938, desagravou e reabilitou a memória de Gusmão, restituindo-lhe, mais de dois séculos depois, o direito à glória de ter começado a ensinar o homem a voar.
        Do estudo realizado por Lepsh resultou um texto com cerca de 64 páginas. No entanto, para não cansar o público, apresentou a sínteses deste trabalho em seu batismo acadêmico.
        Com relação ao trabalho completo e pronto, após ter sido submetido a diversas correções e acréscimos e através de muito incentivo de seus amigos, dois anos após veio à publicação sob o título de “Taunay e o Padre Voador” de Inaldo Lepsh.
        O autor, hoje reconhecido pesquisador dos fatos e das personagens de Itu, há pouco presenteou seus leitores com a biografia de Bento Dias de Almeida Prado – O Barão de Itaim e mais recentemente, com Memórias da Caridade, onde conta história de centenária instituição ituana de benemerência social, e do Padre Elisiário de Camargo Barros, seu idealizador e fundador.
        Através do rico trabalho de mineração da história de Itu, Lepsh ocupa a cadeira de número 26 da Academia Ituana de Letras, cujo patrono é o historiador Affonso Taunay e cuja vida e obra Inaldo focaliza nesta obra.
        História, homenagem, cultura... um mergulho no passado rico em fatos e detalhes. Mais do que um romance, uma obra de informação e de acréscimo às nossas vidas. Um presente que Lepsh com toda sua experiência de pesquisador nos trás através de uma linguagem sintética e dinâmica.
        Conheça mais sobre o “Padre Voador”, sobre seus inventos e contribuições à humanidade e também sobre Taunay, grande historiador, nas páginas de “Taunay e o Padre Voador”. (Douglas Lara)
 
Douglas Lara
Enviado por Douglas Lara em 09/09/2007
Código do texto: T644744
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Douglas Lara
Sorocaba - São Paulo - Brasil, 79 anos
517 textos (133292 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 10:33)