Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CANÇÕES de Carlos Nejar


Em 1981 viajando como bolsista para organizar uma antologia contemporânea de poesia, o gaúcho Carlos Nejar marcava seu nome na geração de poetas e coloca sua poesia como um movimento entre gêneros não um gênero comuns aos outros e chegaria a ALB, além de ser o primeiro presidente peta da agremiação.
Poeta de sina e vocação “com meus poemas escrevo sonhos, com meus romances pesadelos contemporâneos”, após seis anos sem publicar, Nejar lança suas Canções (Garamond, 144 páginas, R$ 30,00), com mais de 100 poemas, na forma de um cancioneiro, com musicalidade e ritmo, características pelas quais o autor se tornou conhecido, buscando a música na linguagem, do momento que sai do homem para se comunicar a quem o escuta.
Como uma entrevista que deu, o poeta afirma que estamos novamente ficando mas próximos dos aedos da criação oral e revela nesse novo livro uma visão mais serena e madura do recuperado soneto. Suas poesias ora sem títulos, ora com títulos que fogem do lugar comum-como canção heina de um rifne e canção de ninar a tosse, lirismo levantino, oralidade foneticamente campeane, poema plástico e musical.
Descende de uma geração ligada à oralidade, trabalhando na fronteira entre epicidade e o lirismo. Usa a inovação e tradição, consolidando os versos com modéstia e discreto retraimento.“No panorama da modéstia poesia brasileira, Nejar ocupa posição consolidada e sob vários aspectos, à contracorrente”, é o que Antonio Carlos Secchin diz sobre o autor.
Poesia turbada pelo ritmo dos versos, um novo passo de nosso imortal Nejar.


17
“Eu não mereço esta morte
nem a quero tolerar.
O que me vê é mais forte,
vivo por não me calar
vivo por não te suporto.
Dentro das pálpebras, morto
nunca,nunca me acharas.”

CANTIGA DE NÃO TER FIM
“Se as asas já não faltam,
tira-me a fome, alma
tira-me alma de alma
e se a alma não acaba
a alba vai bem alta
antes que venha a voar
se o corpo já nele está
pede a infância e acabar? “

Cadorno Teles
Enviado por Cadorno Teles em 19/11/2007
Código do texto: T743986
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Cadorno Teles
Amontada - Ceará - Brasil, 41 anos
76 textos (68886 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/10/17 20:23)
Cadorno Teles