Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

397-A LUA NASCEU FORMOSA-Forma poética :Rondel (001)

397-A LUA NASCEU FORMOSA-Forma poética :Rondel(001)

Poema/Rondel
por Sílvia Araújo Motta

PRIMEIRA QUADRA-POPULAR:
1)A lua nasceu formosa
2)embora o amor já partiu...
3)A tristeza, bem dengosa,
4)envergonhada fugiu.

SEGUNDA QUADRA-POPULAR:
5) A lágrima, que é charmosa
6)tornou-se alegre e sorriu
3)A tristeza, bem dengosa,
4)envergonhada fugiu.

QUINTILHA:
7) Olhos altos, bem mais bela,
5)a lágrima que é charmosa
8)explica às ondas e à vela:
9)Tudo passa...e o sol passou:
1)-A lua nasceu formosa!

Belo Horizonte, 31 de março de 2006.

Trova 0002:
Faz-me bem encontrar na tela
algo que a saudade faz:
Rondel acendeu-me a vela
que o Erasmo hoje refaz.

Um abraço virtual
Silvia Araújo Motta.

Silvia Araujo Motta
Enviado por Silvia Araujo Motta em 31/03/2006
Reeditado em 30/01/2008
Código do texto: T131598
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Silvia Araujo Motta
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 65 anos
6556 textos (669107 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 05:27)
Silvia Araujo Motta