Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Queria Eu Cantar-te um fado...


Queria eu cantar-te um fado...
De meu amor que não morreu
Mas tenho um coração magoado
Por teu sentimento não ser meu

Este olhar triste e chorado
Retrata o que já aconteceu
Queria eu cantar-te um fado...
De meu amor que não morreu

Sigo silente, sombrio, apaixonado
Buscando o que dizes se perdeu
Não creio ter desfeito o passado
Meu amor, não se findou no breu
Queria eu cantar-te um fado ...


A Poetisa dos Ventos presenteou-me com esta beleza:

GLOSA “A Poetisa dos Ventos” Deth Haak


Queria eu cantar-te um fado...

Acariciando as cordas da guitarra

Como se fora seu corpo amado

Na orgíaca poesia que te amarra.

Este olhar triste e chorado

Versando um amor na garra

Cantando o fado emocionado

Aresta ventania, só a fanfarra...

Sigo silente, sombrio, apaixonado

Quisera ser poeta nessa ventura

Doar-te amor, o riso ora abandonado

Choram as penas, apenas amargura...


Buscando o que dizes se perdeu

O que não teve não terá achado

Seus rasos tristes, no amor doeu

Queria eu cantar-te um fado...



“ A Poetisa dos Ventos”

Deth Haak

21/11/2006







Denise Severgnini
Enviado por Denise Severgnini em 22/11/2006
Reeditado em 22/11/2006
Código do texto: T298350

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, desde que seja dado crédito ao autor original (Denise de Souza Severgnini http://www.denisesevergnini.recantodasletras.com.br) e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença. Você não pode fazer uso comercial desta obra.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Denise Severgnini
Novo Hamburgo - Rio Grande do Sul - Brasil, 57 anos
11345 textos (916670 leituras)
16 áudios (8882 audições)
311 e-livros (34109 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 09:40)
Denise Severgnini