Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FENDAS NO TEMPO...

Ah! Por que fui penetrar nas fendas do passado!
Que estranho sentimento é este que me abraça?
Que sublime olhar  eu vejo,  tão triste e abnegado?
Ah! varei o tempo e minha mente se entrelaça!

Na busca inconseqüente, dentro d!alma passa
um raio atroz que me fulmina...Doce pecado!
Ah! Por que fui penetrar nas fendas do passado!
Que estranho sentimento é este que me abraça?

Tua voz , pra mim, já não é mais sopro calado
que nas noites solitárias a  minh!alma enlaça !
Teu corpo d!antes tão distante e inanimado,
já não se esconde entre brumas de fumaça!
Ah! Por que fui penetrar nas fendas do passado!

Midi: Cavalgada- Roberto Carlos.
http://www.nelsonmedeiros.prosaeverso.net/visualizar.php?idt=687640
Nelson de Medeiros
Enviado por Nelson de Medeiros em 09/10/2007
Reeditado em 09/10/2007
Código do texto: T687640

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Nelson de Medeiros
Cachoeiro de Itapemirim - Espírito Santo - Brasil
493 textos (68704 leituras)
11 áudios (3028 audições)
1 e-livros (188 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 15:45)