Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Fabela da formiga e o poeta

_Vá trabalhar, senhor desocupado!
Ralhava a formiga com o poeta.
_Vá produzir uma coisa concreta;
 chega de viver alienado.

O homem se manteve ali, calado,
como se meditasse uma resposta.
E a formiga, como diabo gosta,
sem dó, atormentava o coitado:

Lembra da cigarra que morreu de fome?
Pensava e agia feito um homem
tolo e ocioso como tu.
             
Mas o poeta olha pra formiga
e diz, solenemente, _minha amiga...
vê se te liga, vá tomar no ...
 
Herculano Alencar
Enviado por Herculano Alencar em 17/01/2006
Reeditado em 17/01/2006
Código do texto: T100224
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Herculano Alencar
São Paulo - São Paulo - Brasil, 62 anos
1335 textos (57849 leituras)
5 áudios (264 audições)
13 e-livros (3207 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 19:40)
Herculano Alencar

Site do Escritor