Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ambitio

tanto peca o pecador como o pecado,
tanto sofre o sofredor como o sofrido.
nesse mundo divisor, calor mal dividido,
sofre o homem que inventou o inventado.

sofro a dor do nascimento ao ter nascido,
choro o pranto e o pranto é desabrido.
quem me dera pudesse ser na humanidade,
a eqüidade, o bom sentido, só bondade.

olho-no-olho, que não fosse...dente-por-dente.
fosse o homem outro homem, independente,
e explorasse bem a Terra, palmo a palmo.

vivesse o homem só amor e seu trabalho,
e que o ferro fosse a faca, não o talho.
fosse calmo o tempo e o vento...fosse salmo...


(comentando "Comunio" de Patrícia Neme).
Marco Bastos
Enviado por Marco Bastos em 22/01/2006
Reeditado em 15/05/2007
Código do texto: T102224
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para "http://www.recantodasletras.com.br/autor_textos.php?id=1583 "). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marco Bastos
Salvador - Bahia - Brasil, 72 anos
1717 textos (87476 leituras)
2 áudios (495 audições)
1 e-livros (791 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 16:56)
Marco Bastos