Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Fogo meu ...


Saia de mim o fogo das quimeras;
Que triste sina esfacelo nas mãos.
Ah! Deusa malvada se tu quiseras,
eras senhora dos meus sonhos vãos.

Ardam em fogo lento meus poemas;
Na triste sina ... que é acabar...
Serás centro de todos os dilemas,
na tua negação ao verbo amar.

Soltem no fogo a minha traição,
porque ela assim, será purificada;
Somente as cinzas em mim ficarão.

Minha verve será crucificada,
viverei na mais estranha ilusão;
Meus poemas ... nunca mais serão nada.


António Zumaia
António Zumaia
Enviado por António Zumaia em 24/01/2006
Código do texto: T103115
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
António Zumaia
Portugal
320 textos (20509 leituras)
71 áudios (5426 audições)
5 e-livros (1757 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/05/17 18:39)
António Zumaia