Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Reticências de luz

Não haverá versos mais tristes
Do que estes que eu faço agora.
Em meu peito um pranto resiste
O desencanto dessa hora.

Choro por nós, por esta vida
Por tudo que ficou demais
Gotas de lágrimas sentidas
Destilam agora a nossa paz.

Não haverá versos mais tristes
Do que estes, eu sei que não
Em mim muito de você existe
E foi bom, foi... foi bom

Agora é esperar pelo tempo
E esquecer este amor andaluz
Guerreiro, extrovertido, violento
E viver reticências de luz.

lakes
Enviado por lakes em 19/02/2006
Reeditado em 17/02/2010
Código do texto: T113769
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
lakes
Vitória - Espírito Santo - Brasil
52 textos (2602 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 08:40)
lakes