Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SONETO LÍRICO

Devo ter vindo do reino das quimeras,
Onde as coisas impossíveis acontecem,
As flores nunca murcham nem fenecem,
E as quatro estações são primaveras.

Fui um paladino impávido noutras eras,
Desses que caem e não se esvaecem,
Que olham o mundo e se entristecem,
Ao ver a luta de um cordeiro contra feras.

Sou a materialização do imaginário,
A metáfora de um Deus visionário,
Que encheu de lirismo meu espírito,

 E pôs um déspota dentro do meu peito,
Que me faz querer amor sem jeito,
E acreditar que tudo é infinito.
Luiz Gonzaga Leite Fonseca
Enviado por Luiz Gonzaga Leite Fonseca em 19/02/2006
Reeditado em 20/10/2012
Código do texto: T113786
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Luiz Gonzaga Leite Fonseca
São Paulo - São Paulo - Brasil, 2015 anos
30 textos (1895 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 06:58)
Luiz Gonzaga Leite Fonseca