Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ENQUANTO UM SOPRO ME RESTAR




         
ENQUANTO UM SOPRO ME RESTAR…







 Num manto de vento envolta,
 num mar de ideias absorta,
 tento lembrar a lembrança
 dum luar ténue de esperança…

Talvez o vento revolto me proteja
da revolta que eu evito que me veja.
Quero manter em paz meu coração,
enchê-lo de serenidade e emoção!

Mas esta mágoa que me devasta
apoderou-se de mim. Não se afasta…
Alterou o meu ser e até o meu estar!

E eu, que sem desejo e sem amor,
entrei num árido deserto desolador,
amarei, enquanto um sopro me restar!



HELENA BANDEIRA
Enviado por HELENA BANDEIRA em 22/02/2006
Código do texto: T115140
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
HELENA BANDEIRA
Portugal
397 textos (11666 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 14:52)
HELENA BANDEIRA