Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MOÇOILA

foi assim que, no descer da coxilha,
de repente, o meu pingo tropeçou;
arisco, o corcel já conhecia a trilha,
mas, daquela vez, ele a estranhou;

tudo por causa de u'a bela tordilha,
e da Amazona que prá nós acenou;
jogado ao chão, 'ah! que maravilha!',
ali fiquei, até que a Moçoila apeou;

'vosmecê caiu que nem a Bastilha,
porém a queda não o desmereceu';
e formosa, aquela pampeana Filha,
a mão estendeu, e dali me ergueu;

vi que ELA era mui guapa, mucha Mulher,
e senti que o Amor vem, quando se quer.

Moacir et Selena 2005
brilhe a vossa LUZ!

cuja queda virá subitamente, num momento (Isaías 30:13)


Moacir et Selena
Enviado por Moacir et Selena em 26/02/2006
Código do texto: T116507

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome dos autores e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Moacir et Selena
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 74 anos
736 textos (71175 leituras)
8 áudios (1059 audições)
5 e-livros (2339 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 14:10)
Moacir et Selena

Site do Escritor