Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

"SEMPRE VIVAS"

Meu jardim de lindas flores
oh! Que gostosa manhã!
Meus colibris, meus amores
minhas flores de romã.

Queria que as flores vivessem
não só nas primaveras,
que nunca as flores morressem
sempre vivas, ai quem me dera!

Que as folhas não secassem
que seus frutos não pecassem
igual os frutos do mar.

Mas quem manda é a natureza
quando nasce até que cresça
quem sou eu, pra reclamar.
Antonio Hugo
Enviado por Antonio Hugo em 06/03/2006
Código do texto: T119575
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Antonio Hugo/ site: www.antoniohugo.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Antonio Hugo
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 59 anos
3870 textos (257197 leituras)
185 áudios (36330 audições)
9 e-livros (7402 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 17:21)
Antonio Hugo

Site do Escritor