Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Soneto da eterna rosa

Me enlaça perfumada em seu corpo.
Sigo cego em seu dorso alvo,
Seu beijo quente... um sopro.
-Em teu seio arfante estou à salvo!

Anoiteço na frescura bela do teu olhar.
Todo o tempo passa ao redor.
Tua pele, como pétalas no prazer de tocar.
Cada toque transpira um azul maior.

Na primavera do teu sorriso
Desejo sempre viver.
Colher as rosas de muito longe se preciso

E ao fim do dia te merecer.
Viver, crescer e eternizar a estação.
Com todo o amor, cultivar tua flor em meu coração
Dil Erick
Enviado por Dil Erick em 06/03/2006
Código do texto: T119650
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Dil Erick
Macapá - Amapá - Brasil, 29 anos
325 textos (13536 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 20:38)
Dil Erick