Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Xuxa - a louca

Embebedados sempre de alegria
Zombamos da coitada em seus trejeitos!
No entanto, para Deus, não são eleitos
Os que sofrem as dores da ironia?

E “Xuxa, a louca” sofre dia e noite,
A fome, o frio, a dor, os preconceitos;
Corre açoitada em ânsias, sem direitos
Em reclamar da nossa zombaria.

Não estranhes se um dia, quando mortos
À procura de paz e de outros portos
Formos todos ao Céu, perante o Eterno,

E lá, sentada, em luz divina e flores,
“Xuxa, a louca”, feliz, nos resplendores
E nós... mandados aos confins do inferno!...
Lucan
Enviado por Lucan em 16/03/2006
Código do texto: T124184
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Lucan
Salesópolis - São Paulo - Brasil, 85 anos
1985 textos (86942 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 23:17)
Lucan