Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

JANELA INDISCRETA

Debruçado na janela
Do edifício do destino
Eu pude ver, com cautela,
A tua alma de menino.

Quanto romance na tela
Do teu estro cristalino!
As serestas, a donzela
E aquele amor genuíno!

Os teus versos de veludo
Do teu amor contam tudo
Sem um receio sequer.

Mas, diz agora, poeta:
Que segredo se aboleta
Em coração de mulher?!
Lucan
Enviado por Lucan em 22/03/2006
Código do texto: T127001
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Lucan
Salesópolis - São Paulo - Brasil, 85 anos
1985 textos (86951 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 05:15)
Lucan