Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

OLHANDO ESTRELAS

 À memória do poeta de OUVIR ESTRELAS



Falam tanto do poeta que ele é um louco
Porque conversa à noite com as estrelas!
Como Bilac o fez não faz tão pouco
E até chorou quando deixou de vê-las.

Esse amante do belo, esse treslouco,
Faz peripécias mil para entretê-las;
É como ficar cego e ficar mouco,
Deixar de ver, de ouvir, meu Deus perdê-las!

E aos insanos apelos todas elas
Vão piscando as frenéticas pupilas,
Cintilantes e extremamente belas.

Amai e auscultareis seus belos temas!
O coração somente pode ouvi-las
E entender-lhes os líricos poemas.
Raymundo de Salles Brasil
Enviado por Raymundo de Salles Brasil em 06/04/2006
Código do texto: T134648
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Raymundo de Salles Brasil
Salvador - Bahia - Brasil, 83 anos
237 textos (6827 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 11:56)
Raymundo de Salles Brasil