Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CONSELHO A MEU FILHO


Nunca e jamais trair. A traição é o fel
misturado ao veneno e à droga. Atrai o ódio.
No teatro da vida e ou no altar, no pódio,
a traição é igual. Põe na alcova o bordel.

Quem pensa que traindo engorda, se aproveita,
e esconde a falsidade atrás da alva cortina,
de certo não supõe que a mentira, em surdina,
o opaco deixa à esquerda, aclara-se à direita.

A falsidade é suja, a mentira chafurda.
O falso, o traidor, o mentiroso muda,
sem dó, o bem no mal, em falsidade o amor.

Foge, filho, ao que trai a honra e o compromisso,
não freqüenta o canalha, o vilão, eis que isso
Pode, sem reversão, perder-te o pundonor

joaojustiniano@terra.com.br
www.joaojustiniano.net

 
João Justiniano
Enviado por João Justiniano em 08/04/2006
Código do texto: T135593

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Ex: cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
João Justiniano
Salvador - Bahia - Brasil, 96 anos
619 textos (19608 leituras)
13 e-livros (1027 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 14:07)
João Justiniano