Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Resposta de Um Amigo

Ah! Meu amigo tão tristonho,
Aí sozinho, sem ter paz nem esperança,
Muitos chegam, logo chamam de criança,
Mas nem sabem um tiquinho do seu sonho.

Quando vejo-te assim tão escondido
Quando vejo que por tudo você sofre
Que um pouco, a cada dia, você morre,
E neste mundo assim se sente, tão perdido,

Também vejo o quanto é sensível,
Também vejo o quanto é importante,
Também vejo como é triste esse engano:

Não importa se parece impossível,
Não importa se de mim está distante,
O que importa é que se ame como eu amo.
Lupo
Enviado por Lupo em 10/04/2006
Código do texto: T136885
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Lupo
Ilha Comprida - São Paulo - Brasil, 41 anos
44 textos (1391 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 16:50)
Lupo