Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Desistência de um Normal

Eu não sinto mais nada e sou tão pouco,
Só vejo neste mundo interferência,
Que agride minh’alma, minha essência,
Neste mundo de sãos me sinto um louco.

Lá fora todos dançam a mesma dança,
E mentem que não sabem meus defeitos,
Tenho regras, mas não os meus direitos,
Tenho sonhos, mas não a esperança.

Eu não quero mais droga de farmácia,
Eu não quero dançar mais esta dança,
E muito menos fingir que é natural.

Pois a droga não tem mais eficácia,
Pois a dança está ultrapassada,
Mais fácil desistir, ser anormal.
Lupo
Enviado por Lupo em 12/04/2006
Código do texto: T137682
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Lupo
Ilha Comprida - São Paulo - Brasil, 42 anos
44 textos (1400 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 10:45)
Lupo