Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SONETO DOS OITENTA E CINCO

   
O tempo me acompanha a oitenta e cinco anos,
passo a passo, hora a hora e minuto a minuto.
A cada instante diz e a cada instante escuto:
- tem cuidado João, nos projetos, nos planos!

Na vida, pensa bem, há traições e enganos,
há encanto vasto. O mundo é imensamente bruto.
Teu ideal não venha a te cobrir de luto,
no excesso do querer - de mágoas, desenganos!

Vai devagar e sempre, anda apalpando a vida...
A vida, o tempo. Em frente, em frente, não recua!
Pisa firme e trabalha, ergue a cabeça e lida.

Nunca sê orgulhoso. Entanto, não te curve
a prepotência, o medo. E, resistente, estua
de brio ante o vilão que ao mais humilde acurve!

                  Salvador, 12 de junho de 2005
joaojustiniano@terra.com.br
www.joaojustinino.net
 

João Justiniano
Enviado por João Justiniano em 14/04/2006
Código do texto: T138961

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Ex: cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
João Justiniano
Salvador - Bahia - Brasil, 96 anos
619 textos (19611 leituras)
13 e-livros (1027 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 16:43)
João Justiniano