Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cão Vadio

Hoje eu vi um cão vadio
pensei: - como é feliz o cão!
não se preocupa com o curso do rio
tampouco com a sua precipitação

Come das migalhas nas latas de lixo
quando aparece um gato, o persegue
não tem um lar, um ponto fixo
pouco importa se o diabo o carregue

Queria ser como o cão
mas o irônico destino me fez humano
e botou em meu peito um vil coração

Alma, negra é sua cor
peito, podre senzala onde abriga...
coração, escravo eterno da dor

Obs: Soneto incluso na 28ª Antologia de poemas da CBJE - Câmara Brasileira de Jovens Escritores - http://www.camarabrasileira.com/pc28.htm - Publicado em Julho de 2006
Heli de Abreu
Enviado por Heli de Abreu em 15/04/2006
Reeditado em 09/05/2007
Código do texto: T139750
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Heli de Abreu
Itapecerica da Serra - São Paulo - Brasil, 36 anos
43 textos (5348 leituras)
1 e-livros (64 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 04:26)
Heli de Abreu