Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Soneto ao Samba

Pus um punhado de samba na panela
Enquanto via a luz dos seus olhos pela janela
E joguei um pouco de tropicalismo pra temperar
Vou convidar todo mundo e com bossa nova iremos brindar.

Pus um punhado de samba na panela
Muita melodia e poesia iremos deliciar
E ainda vou pedir para que Cristo possa abençoar
A nossa música nacional sempre tão bela.

Seja o samba alegre ou triste
Não há quem resiste
Ao ritmo que embala nosso coração.

Samba de gafieira, samba de roda ou samba-canção
Faz o povo dançar, faz o povo lembrar que existe
Um alento e um fio de esperança para a nossa nação.

09/05/06
Miguel Rodrigues
Enviado por Miguel Rodrigues em 09/05/2006
Código do texto: T153195
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Miguel Rodrigues
Barueri - São Paulo - Brasil, 33 anos
1432 textos (42649 leituras)
6 e-livros (1681 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 06:34)
Miguel Rodrigues