Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ESPERANÇA

Esvai-me o outono da vida, cansado e triste,
E a dor falaz desta jornada inda me alcança...
Mas vou buscando em prece a última esperança
Na fé que dentro d!alma eu trago e que resiste....

Sentindo a sombra que me sonda e que persiste,
Em lancinar minh!alma impura, como lança,
Busco abrigar-me no escaninho da lembrança,
Pois sei que além existe Alguém que tudo assiste...

Não me abandono nas sarjetas da amargura,
Não me revolto ante o pavor da noite escura,
Nem me permito ver minha alma torturada...

Sei que ela chora, sei que sofre, mas porfia
Numa esperança imorredoura, pois confia,
Que há de raiar a primavera ensolarada!



Noturno ( Chopin)
Foto Google
Nelson de Medeiros
Enviado por Nelson de Medeiros em 07/05/2005
Reeditado em 10/03/2016
Código do texto: T15450
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Nelson de Medeiros
Cachoeiro de Itapemirim - Espírito Santo - Brasil
494 textos (66464 leituras)
11 áudios (2996 audições)
1 e-livros (184 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 22:18)
Nelson de Medeiros

Site do Escritor