Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

no cais do porto

Lá eles se encontram
e contam hestórias.
Do alem mar nada restou
Seria justo rasgar os oceanos?
Rasgalos-ia em duas partes iguais,
uma enrolaria como tecido e a guardaria atrás da cortina do tempo,
a outra transformaria num livro donde suas páginas estariam regadas de contos de marujos e fantasmas  do alem-mar-solidão.
Do cais so partiria saudades.
                                        SIRIO
SIRIO
Enviado por SIRIO em 12/05/2006
Reeditado em 07/12/2008
Código do texto: T154983
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
SIRIO
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 50 anos
131 textos (2201 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 14:19)
SIRIO