Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

No exílio de mim


Ah! essa solidão que me abraça
é minha sombra velha e companheira,
que sem um livro só na prateleira
serve de comida para a traça!

Há quinze anos minha vida passa...
Eu a buscar o meu anonimato.
Hoje me vejo só como o retrato,
que escapou daquela mesma traça.

Algo de mim serviu-me de mordaça,
calou-me a voz em plena liberdade,
feriu-me fundo e, sem piedade,
me atormenta enquanto me abraça.

Ah! Solidão! Bebo na mesma taça
tragos de sonho e de maturidade!

Herculano Alencar
Enviado por Herculano Alencar em 13/05/2006
Código do texto: T155292
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Herculano Alencar
São Paulo - São Paulo - Brasil, 62 anos
1334 textos (57794 leituras)
5 áudios (264 audições)
13 e-livros (3193 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 00:46)
Herculano Alencar

Site do Escritor