Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Soneto obesígeno

Eu sou um paquiderme elegante,
com tromba, com memória e tudo mais.
Vivo a bramir meus gritos naturais
seguindo o meu instinto de elefante.

Cérebro curto, corpo de gigante...
misto de pele e massa muscular;
olhos pequenos de quem sabe olhar
e ver o óbvio triste e ululante:

De fato eu cresci um elefante!
Mas meu cardiologista me garante
de que eu tenho coração de gente

e, muito breve, sofrerei infarto.
Botei no frigobar, dentro do quarto,
um isordil e dez cahorros-quentes.
Herculano Alencar
Enviado por Herculano Alencar em 17/05/2006
Código do texto: T157971
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Herculano Alencar
São Paulo - São Paulo - Brasil, 62 anos
1334 textos (57797 leituras)
5 áudios (264 audições)
13 e-livros (3193 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 17:09)
Herculano Alencar

Site do Escritor