Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Morcego

Vejo um morcego sobre a tumba aberta
Tem sede e bebe essa miséria humana...
Deleita-se no fel que a carne emana
E ri da nossa fé vaga e deserta

Revoa sob a lua e sempre alerta
Espreita a nossa imensa dor profana
Mostrando todo o escárnio à gente ufana
Que vive sem saber que a morte é certa.

Quem sabe venha um dia, pouco a pouco,
Lembrar-me ao invadir minha janela
De que na minha vida, insano e louco,

Perceba a vil verdade que há nela:
Feliz é o morcego, o verme rouco,
De quem a própria morte cuida e vela
Henrique de Castro Silva Junior
Enviado por Henrique de Castro Silva Junior em 28/05/2006
Código do texto: T164954
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Henrique de Castro Silva Junior
Paracambi - Rio de Janeiro - Brasil, 37 anos
51 textos (6439 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 18:45)
Henrique de Castro Silva Junior