Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Fé... doce fé! (Menção a Blue tree de Raferty)


Não há um vírus, uma bactéria...
seja um verme, um protozoário...
A minha fé me torna refratário
a todos parasitas da matéria.

Eu depurei a fauna deletéria,
que invadiu a minha imunidade,
quando traí a santa castidade
na tentação duma paixão venérea.

Faço da fé meu único remédio,
o linimento que me acalma o tédio
e dá abrigo a minha astenia...

Vivo da fé. É tudo o que consigo.
A mesma fé que adorna o jazigo
que sepultei a hiperglicemia.
Herculano Alencar
Enviado por Herculano Alencar em 01/06/2006
Código do texto: T167616
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Herculano Alencar
São Paulo - São Paulo - Brasil, 62 anos
1334 textos (57809 leituras)
5 áudios (264 audições)
13 e-livros (3193 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 07:05)
Herculano Alencar

Site do Escritor