Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

INEBRIANTE MEMÓRIA

 Inebriante memória

O enlace da memória com o pensamento
Fez lembrar-me daquela minha mocidade
Onde o futuro dono de mim em mim mesmo
Esqueceu-me prostrado de costas para a verdade

Algumas e nenhumas coisas boas dizia
Entretanto, carente, sábio, ingênuo, sem ajuda
Aprendi esquecendo que a vida traz alegrias
E soube ser momento não querendo deixar perguntas

Tal como a flor que para abrir-se tem hora,
Vi-me perdido sozinho em caminhos ofegantes
Onde o patético discurso poético levou-me ao agora

Antes a virilidade de tenra idade dava-me amantes
Hoje diversas lutas a fim de prostitutas e glórias
Queria eu, em estado sóbrio, ser orador destas histórias.

                                        FERNANDES OLIVEIRA
POETAFERNANDES
Enviado por POETAFERNANDES em 06/06/2006
Código do texto: T170259
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
POETAFERNANDES
Praia Grande - São Paulo - Brasil
128 textos (4834 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 20:31)
POETAFERNANDES