Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto




"FÉRTIL TERRA SECA"


O sol vermelho, que queimava as plantas
o cabo da velha enxada, que estourava as mãos,
a maldita sede, que ressecava a garganta...
a terra seca que ardiam, os meus pés no chão.

O sertanejo triste, chamando por Deus!
pra acabar com a fome, e a seca danada,
esta gente humilde, que sempre sofreu
já passou da hora, de bater em retirada.

Tantas terras férteis, que não nasce um grão
há anos não cai, chuva neste seco chão...
não tem como aqui, o homem ganhar o pão.

Triste abandonando, a querida terra natal
sem ao menos uma alma viva, de um animal,
cortar mundo afora, fugindo, do seco sertão.
Antonio Hugo
Enviado por Antonio Hugo em 06/06/2006
Código do texto: T170559
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Antonio Hugo/ site: www.antoniohugo.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Antonio Hugo
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 59 anos
3870 textos (257150 leituras)
185 áudios (36329 audições)
9 e-livros (7402 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 12:26)
Antonio Hugo

Site do Escritor